Grupo Silvana Carvalho

A hora de comprar a casa própria é sempre cercada de expectativa, principalmente quando a compra é feita através de financiamento imobiliário. Sim, este pode ser um processo difícil, cheio de detalhes, mas há sempre uma forma de evitar dores de cabeça e noites de insônia pelo medo de não ser aprovado. O que acontece é que muitas vezes o financiamento é negado por motivos que você jamais imaginaria, por isso, se você procura imóvel para comprar em Itu e não quer ser pego de surpresa, preste atenção em algumas dicas que podem facilitar o seu caminho até a aprovação final.

1 – Tenha certeza de que o seu nome está limpo

Parece óbvio, mas muita gente acaba tendo o financiamento negado porque há algum tipo de restrição ao crédito que já havia até esquecido. A dívida pode ser pequena, mas se está lá vai atrapalhar. Nesse caso o melhor é procurar negociar e quitar a pendência antes de se candidatar ao financiamento para não queimar cartucho. Para ter certeza de que está tudo certo confira a situação do seu CPF junto aos órgãos de proteção ao crédito, como SPC/Serasa.

2 – Veja se seu nome está no Serasa, mas no cadastro positivo!

E por falar em Serasa, muita gente não sabe, mas o Serasa Experian mantém um cadastro positivo com a relação dos bons pagadores. O sistema guarda informações sobre os bons pagadores, facilitando a análise de perfil feita pelos credores. Portanto, se o seu nome estiver entre eles, a sua aprovação não só tem mais chances de acontecer como você ainda pode ter a vantagem de negociar taxas de juros mais facilmente. Vale a pena conferir.

3 – Seja realista

Não queira dar o passo maior que as pernas, seja realista na hora de escolher o imóvel para que o valor do financiamento não fique além das suas possibilidades. A sua proposta deve ser bastante razoável e fácil de ser posta em prática, mas se o credor achar que você está querendo comprometer uma fatia grande demais do seu orçamento e que ele corre o risco de não receber o dinheiro, com certeza você será preterido. Lembre-se que a parcela não deve ultrapassar o máximo de 30% da sua renda mensal, se for além disso nem adianta insistir.

4 – Providencie todos os documentos com antecedência

Pode haver pequenas variações de acordo com o banco, mas de uma forma geral as instituições financeiras pedem como documentos obrigatórios o CPF e RG do comprador, comprovante de renda, comprovante de residência e declaração do Imposto de Renda; e do imóvel o comprovante de inexistência de débito de condomínio, matrícula atualizada, certidão negativa do IPTU e uma avaliação do imóvel assinada por um engenheiro credenciado ao banco credor. Procure chegar ao banco com tudo isso pronto e com cópias autenticadas do que for preciso, dessa forma você poupa tempo e evita imprevistos.

5 – Relacionamento antigo pode ser o melhor, mas pesquise

Normalmente o banco em que você já tem investimentos, poupanças e movimenta conta corrente tende a ser o melhor local para pedir o financiamento, principalmente se o relacionamento com o banco é sólido e você é um bom cliente. No entanto, pode ser que mesmo assim ele não tenha a melhor proposta, então neste caso pesquise os melhores valores entre as instituições disponíveis, levando em consideração o valor das parcelas, os prazos de pagamento e os juros cobrados. A diferença pode significar a economia de uma boa soma em dinheiro, ainda que a longo prazo.

Com essas dicas fica muito mais fácil ver o sonho da casa própria realizado, mas não esqueça de procurar seu imóvel em uma imobiliária séria, com larga experiência no mercado da cidade e com as melhores ofertas de casas e apartamentos em Itu. Conheça as opções da Silvana Carvalho – Assessoria Imobiliária e faça  a melhor escolha!